Você está aqui: HomeNotícias › Notícia completa
20/05/2011 às 08:50
A história da primeira decisão entre Linhares e São Mateus

   O jornalista Danilo Salvadeo, que em 1997 fez reportagem cobriu para o jornal A Tribuna e atuou como repórter de campo da TV Vitória (na época integrante da Rede Manchete) os dois jogos da final do campeonato capixaba de futebol daquele ano, conta, com base em seus arquivos pessoais (reportagem escrita e DVDs completos dos dois jogos), como foi aquela emocionante decisão, em que o Linhares ganhou o seu terceiro título estadual (tinha sido campeão em 1993 e 1995).

 

   Naquele ano os dois jogos levaram 8.552 torcedores pagantes aos estádios, sendo 4,1 mil pagantes no Estádio Sernamby e 4.452 no Estádio Guilherme Augusto de Carvalho, o extinto Guilhermão. E agora, quando o São Mateus e o novo Linhares (aquele de 1997 acabou em 1999) voltam a decidir o campeonato estadual, o Estádio Sernamby é vetado e o Estádio Joaquim Calmon, que sediou a decisão de 1993, quando o Linhares ganhou o seu primeiro título empatando em 0 a 0 com o Aracruz, comportou na época 7,5 mil pagantes, também foi vetado, obrigando os torcedores dos dois times a um deslocamento inconsequente para Colatina, quando existem perto das duas cidades o Estádio Conillon, em Jaguaré, palco da decisão de 2007, quando o novo Linhares ganhou seu primeiro título, e o Estádio do Bambu, em Aracruz, onde o antigo Linhares começou a ganhar o seu primeiro título, que, com um pouco de boa vontade da Federação de Esportes (FES) e do Corpo de Bombeiros, poderiam voltar a sediar os jogos decisivos.

 

   Em 1997, o Linhares, que jogava por dois resultados iguais, como agora, em 2011, venceu o São Mateus no primeiro jogo da decisão por 2 a 1, no Estádio Sernamby. No jogo de volta, no Guilhermão, houve empate em 1 a 1. As torcidas foram um show à parte nas duas partidas. Em São Mateus teve torcedor pintado de azul e branco exibindo uma corda de caranguejos com os cascos pintados nas cores do São Mateus. Como era normal nos jogos entre os dois clubes, na época, brigas fora de campo e no estádio eram comuns, e não foi diferente desta vez. No retorno a Linhares, os 78 quilômetros da Rodovia BR 101 ficaram tomados por veículos com torcedores linharenses, sendo impossível o uso do farol alto no trajeto.

 

O primeiro jogo - Linhares 2 a 1 no Sernamby

Eram 15 horas do dia 22 de junho de 2007 e duas horas antes as arquibancadas do Estádio Sernamby estavam lotadas, quando São Mateus e Linhares entraram em campo. O time da casa, treinado pelo saudoso Nivaldo Santana, jogou com: Everaldo; Iran (Daniel), Édson Cavaline, Marco Antônio (Gilson) e Toninho Amazonense; André Pimpolho, Evaldo, Boiadeiro (Marcelinho Bambam) e Marcão; Marcelo Cabeção e Robertinho. O Linhares do técnico Cosme Eduardo, que havia substituído Marcos Magalhães, campeão do turno, um jogo antes das semifinais, com: Dirley; Polaco, Pinheiro, Sérgio Andrade e Rogério Tatu; Édson Garcia, Rossi, Marquinhos (Igor) e Mauro (Peres); Glaédson (China) e Róbson.

 

   A arbitragem foi de Antônio Buaiz Filho e os gols foram de Iran para o São Mateus, aos 24 minutos do primeiro tempo, escorando de cabeça escanteio cobrado da direita por Robertinho. O Linhares empatou em seguida, aos 35 minutos, por Róbson, também de cabeça e em bola parada, na falta cobrada na área por Glaédson. Na fase final, a vitória linharense veio em gol polêmico aos 39 minutos, novamente surgido de bola parada, com os mateenses pedindo impedimento no lance. China cobrou a falta na área, a zaga do São Mateus parou no lance e o zagueirão Pinheiro entrou pela direita, chutando forte, de direita, sem defesa para Everaldo. Após o jogo o reserva Leandro, do São Mateus, que havia sido campeão capixaba em 1993 pelo Linhares, agrediu com um soco no peito o assistente Cláudio Guijanski. Os 112 policiais militares tiveram muito trabalho para conter os ânimos da torcida mateense, dentro e fora do estádio, com muitas brigas, danos em veículos e chuva de pedras sobre os adversários. A renda foi de R$ 36.665,00, devido à majoração no preço dos ingressos.

 

O jogo final - empate em 1 a 1 no Guilhermão

Tarde de 29 de junho de 1997, Estádio Guilherme Augusto de Carvalho, em Linhares, palco da decisão do campeonato estadual. O árbitro Paulo César Gomes aguarda um bom tempo pela entrada de Linhares e São Mateus em campo. Seus auxiliares foram José Fermo e João Luiz Oliveira. A diretoria do Linhares garantiu ter colocado 12 mil ingressos à venda, mas a renda anunciada foi de R$ 29.820,00, para 4.452 pagantes. Os gols saíram na fase final, com o zagueiro Pinheiro, novamente marcando para o Linhares, agora de cabeça, aos 8 minutos. Marcelo Cabeção empatou seis minutos depois, com muita categoria, ao invadir a área e chutar cruzado e rasteiro, da marca do pênalti, sem chance para Dirley. Foi um jogo tenso, com 14 cartões amarelos. O Linhares foi campeão com: Dirley; Polaco, Pinheiro, Sérgio Andrade e Rogério Tatu; Édson Garcia, Rossi, Marquinhos (Igor) e Mauro; Glaédson (Peres) e Róbson (China). O São Mateus foi vice-campeão com: Everaldo; Daniel, Gilson, Édson Cavaline e Toninho Amazonense; André Pimpolho, Evaldo, Boiadeiro e Lepu; Marcelo Cabeção e Robertinho.

 

Curiosidades

  • No São Mateus, o lateral direito Daniel, reserva no primeiro jogo e titular na decisão, pouco tempo depois foi destaque no futebol brasileiro, chegando a ser titular de Corinthians e Palmeiras, e empresariado por China, que era reserva do Linhares na decisão de 1997.

 

  • O goleiro Hiran, que era reserva de Hércules no primeiro título do Linhares, em 1993 - e que continua até hoje no novo Linhares, depois de encerrar a carreira para ser preparador de goleiros do Linhares, Jaguaré, Rio Bananal e Rio Branco, e depois voltar ao futebol profissional - não fazia mais parte do time de 1997, passando a brilhar no futebol nacional, defendendo Guarani e Ponte Preta, de Campinas (SP), Santo André e Matonense (SP), Clube do Remo (PA), Atlético-MG e Internacional (RS).
Veja mais sobre Esporte [+ notícias]

Edição da Semana

Coluna
Beth Vervloet

Confira aqui as notícias da sociedade e as fotos de quem é notícia em Aracruz e região.

Fórum do Leitor

Entre e deixe o seu comentario em nosso livro de visitas!